sábado, 21 de novembro de 2020

VÍCTOR JARA

En Chile más o menos por ahí por el año 67, a comienzos, apareció un disco de Violeta Parra con canciones donde ella hablaba de la verdad, de lo auténtico, de lo verídico, de lo real de Chile.

(...) y nosotros —un grupo de compositores— sentimos que ese era el camino que la canción debía tomar en nuestro país (...) ya basta de música extranjerizante, o de música que no nos ayuda a vivir, que no nos dice nada. Que uno se entretiene un momento y que nos deja tan huecos como siempre.

sábado, 14 de novembro de 2020

ÁLVARO CUNHAL

 «No papel é fácil escrever e ao microfone é fácil gritar: “chegou a hora do assalto final!” Para o assalto final, não basta escrever ou gritar. É preciso, além de condições objectivas, que exista uma força material, a força organizada, para se lançar ao assalto, ou seja, um exército político ligado às massas e as massas radicalizadas, dispostas e preparadas para a luta pelo poder, para a insurreição (…) Os radicais pequeno-burgueses são incapazes de compreender que os objectivos fundamentais da revolução não se alcançam reclamando-os, mas conquistando-os.»

Álvaro Cunhal, «O Radicalismo Pequeno-Burguês de Fachada Socialista», 1970.

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

LA PASIONARIA - A FLOR DA PAIXÃO

Dolores Ibarruri deixou-nos no dia 12 de novembro de 1989 depois de uma extraordinária vida de luta que vale a pena relembrar.

Uma vida demasiado bonita para passar despercebida: (...) «Não morreu no cativeiro dos regimes capitalistas, nem nas lutas ferozes contra a burguesia. Marcada por uma vida de paixão e da mais alta dignidade moral, morreu apenas de pneumonia, nos vulneráveis ​​94 anos, a 12 de Novembro de 1989, rodeada pelo carinho de sua família e de milhões de companheiros e camaradas iluminados por seu brilhante exemplo de vida.» (...)

Dolores Ibárruri deixou-nos no dia 12 de novembro de 1989 depois de uma extraordinária vida de luta que vale a pena relembrar.

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

FASCISMO VS COMUNISMO

 de David Crisóstomo no Twitter

https://twitter.com/davidscris/status/1325160851184128000

"Voltando  a  este lado do atlântico, temos a insistência de que qualquer  entendimento  com o Chega, que há meses aderiu oficialmente à família  política  europeia de Le Pen, Salvini e Wilders, é tão condenável como   entendimentos com BE e PCP, que serão tão ou mais extremistas que este.

domingo, 8 de novembro de 2020

OPERAÇÃO CARLOTA

Por Martinho Júnior

EM OUTUBRO DE 1975, NA CAMUXIBA (SAMBA, LUANDA), O GRUPO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS DA SEGURANÇA DO ESTADO MAIOR DAS FAPLA RECEBEU SECRETAMENTE NA SUA DISCRETA BASE, A VANGUARDA DE OFICIAIS DAS FAR QUE IRIA COMANDAR PARTE DO PRIMEIRO EFECTIVO DA OPERAÇÃO CARLOTA...

domingo, 25 de outubro de 2020

GELIY KORZHEV

«Geliy Mikhailovich Korzhev (1925-2012) foi um dos pilares do chamado ′′ estilo duro ′′ que ocorreu na URSS, na virada dos anos 50-60

Após a queda da URSS, Korzhev estava na oposição silenciosa ao novo regime. Em confirmação da sua posição de princípio, o artista recusou-se a aceitar o prémio estadual que lhe foi atribuído pelo Governo da Federação Russa no final dos anos 1990 Na nota explicativa, ele justificou a sua decisão: ′′ Eu nasci na União Soviética e sinceramente aceitei as ideias e ideais dessa época. Hoje é reconhecido como um erro histórico. Agora a Rússia tem um dispositivo social que é o oposto daquele que eu formei como artista. E aceitar o prémio estadual significará para mim seria uma hipocrisia perante a minha jornada criativa. Peço que entendam a recusa ."»

Obras: 

Triptíco - Homer - Parte esquerda do triptíco "Os Comunistas"

Triptíco - Levantar a bandeira - Parte central do triptíco "Os Comunistas"

Triptíco - A Internacional - Parte direita do triptíco "Os Comunistas"

ANTÓNIO ALEIXO

 O mundo só pode ser

Melhor do que até aqui

Quando consigas fazer

Mais pelos outros que por ti.


Por António Aleixo

sábado, 24 de outubro de 2020

OPERAÇÃO PETER PAN

Os processos migratórios de Cuba para os EUA nos últimos 60 anos tiveram várias nuances que vão de política a economia, mas nenhuma com tanto impacto como a Operação Peter Pan.

Esta sexta-feira, 23 de outubro, é marcada pelo 58º aniversário do fim deste plano sinistro, supostamente organizado pela Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, com o apoio da Igreja Católica e outras entidades do governo americano.

A transferência em massa dos menores ocorreu entre 26 de dezembro de 1960 e 23 de outubro de 1962, e a grande maioria, ao chegar aos Estados Unidos, acabou em orfanatos, abrigos, e alguns foram até adotados por famílias americanas. Porém, a grande questão é: por que separaram e retiraram milhares de crianças de Cuba?

KARL MARX

 'El poder político es simplemente el poder organizado de una clase para oprimir a otra'..'El motor de la Historia es la lucha de clases...'..la emancipación de la clase obrera debe ser obra de los obreros mismos...que la emancipación económica de la clase obrera es, por lo tanto, el gran fin al que todo movimiento político debe ser subordinado como medio; que todos los esfuerzos dirigidos a este gran fin han fracasado hasta ahora por falta de solidaridad entre los obreros de las diferentes ramas del trabajo en cada país y de una unión fraternal entre las clases obreras de los diversos países; que la emancipación del trabajo no es un problema nacional o local, sino un problema social que comprende a todos los países en los que existe la sociedad moderna'..'La burguesía no solo forja su propia destrucción sino también a su propio sepulturero: el proletariado'..'Los trabajadores no tienen nada que perder, salvo sus cadenas. Tienen un mundo por ganar'...'La clase obrera es revolucionaria o no es nada'

domingo, 11 de outubro de 2020

CHE

«Quatro anos após o início da desestalinização de Khrushchev, em novembro de 1960, Ernesto Che Guevara visitou Moscou, na União Soviética, como representante oficial do governo cubano. Contra o conselho do então embaixador cubano para evitar tal ação, Che insistiu em visitar e depositar flores no túmulo de Stalin na necrópole do Kremlin.

sábado, 10 de outubro de 2020

POEMA

Vicente Campinas


Morreu.


Soube-o só pelo Avante.

Silenciadas

as televisões

como se nada

tivesse acontecido.

CAPITÃES DE ABRIL

Diamantino por Carlos Matos Gomes

Os portugueses não conhecem o Diamantino

As portuguesas e os portugueses não conhecem o Diamantino. Antes do Diamantino também não conheceram o Corvacho, nem o Tomaz Ferreira, nem o Vila Lobos, nem o Ramiro, nem o Ernesto, o Melo Antunes, nem o Varela, o Gomes, nem o Victor, o Crespo, os portugueses não conhecem os portugueses que estiveram no dia 25 de Abril de 1974 no comando das operações na Pontinha, nem nas unidades que tomaram o poder. Nem dos que estiveram em Bissau, em Luanda, ou em Nampula a assumir a responsabilidade histórica de resolver um problema colonial que se arrastava desde a Conferência de Berlim (1884), que fora causa da queda da monarquia, da implantação da República, da entrada de Portugal na I Grande Guerra, da instauração da ditadura em 1926 e de uma guerra colonial de 13 anos.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

CHE

"Intervenção de Ernesto Che Guevara na 19ª Assembleia Geral da ONU em 1964"

11 de Dezembro de 1964

Talvez muitos daqueles soldados, convertidos em sub-humanos pela maquinaria imperialista, pensem de boa-fé que estão defendendo os direitos de uma raça superior; mas nesta Assembleia são majoritários os povos que tem suas peles tostadas por distintos sóis, coloridas por distintos pigmentos e que chegaram a compreender plenamente que a diferença entre os homens não está dada pela sua cor de pele, mas sim pelas formas de propriedade dos meios de produção e pelas relações de produção.

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

LENIN EM SEATTLE (EUA)

 A estátua de Lenin é amada, odiada - e muito Fremont

O Lenin de 5 metros, caminhando corajosamente e apoiado em chamas e armas de fogo, ainda evoca reações fortes, embora ele tenha morrido há 91 anos.

domingo, 20 de setembro de 2020

ASSEMBLEIA CONSTITUINTE 1976

 «(…) Manuel Gusmão (PCP): - riem-se mas eu vou explicar um pouco melhor: Assim como não condenamos a luta do povo cubano e de militantes revolucionários, voluntários, cubanos em Angola

Pedro Roseta (PPD): - Voluntários o quê?!

Jerónimos Sousa (PCP): - Cala-te ó facho! (…)» Assembleia Constituinte, 3 de Fevereiro de 1973


sábado, 12 de setembro de 2020

YO PISARÉ LAS CALLES NUEVAMENTE

 Yo pisaré las calles, nuevamente

De lo que fue Santiago ensangrentada

Y en una hermosa plaza liberada

Me detendré a llorar por los ausentes

HOMENAGEM AO POVO DO CHILE

HOMENAGEM AO POVO DO CHILE - 11 de Setembro de 1973

Por José Carlos Ary dos Santos


Foram não sei quantos mil

operários trabalhadores

mulheres ardinas pedreiros

jovens poetas cantores

camponeses e mineiros

foram não sei quantos mil

que tombaram pelo Chile

morrendo de corpo inteiro

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

ANTÓNIO ALEIXO

Fonte Wikipedia

Biografia

Considerado um dos poetas populares portugueses de maior relevo, afirmando-se pela sua ironia e pela crítica social sempre presente nos seus versos, António Aleixo também é recordado como homem simples, humilde e semi-analfabeto, e ainda assim ter deixado como legado uma obra poética singular no panorama literário português da primeira metade do século XX.

No emaranhado de uma vida cheia de pobreza, mudanças de emprego, emigração, tragédias familiares e doenças, na sua figura de homem humilde e simples houve o perfil de uma personalidade rica, vincada e conhecedora das diversas realidades da cultura e sociedade do seu tempo. Do seu percurso de vida fazem parte profissões como tecelão, polícia e servente de pedreiro, trabalho este que, como emigrante, exerceu em França.

De regresso ao seu Algarve natal, estabeleceu-se novamente em Loulé, onde passou a vender cautelas e a cantar as suas produções pelas feiras portuguesas, atividades que se juntaram às suas muitas profissões e que lhe renderia a alcunha de «poeta-cauteleiro».

Faleceu vítima de uma tuberculose, a 16 de novembro de 1949, doença que tempos antes havia também vitimado uma de suas filhas.


Estilo literário

Poeta possuidor de uma rara espontaneidade, de um apurado sentido filosófico e notável pela «capacidade de expressão sintética de conceitos com conteúdo de pensamento moral», António Aleixo tinha por motivos de inspiração desde as brincadeiras dirigidas aos amigos até à crítica sofrida das injustiças da vida. É notável em sua poesia a expressão concisa e original de uma "amarga filosofia, aprendida na escola impiedosa da vida".

A sua conhecida obra poética é uma parte mínima de um vasto repertório literário. O poeta, que escrevia sempre usando a métrica mais comum na língua portuguesa (heptassílabos, em pequenas composições de quatro versos, conhecidas como "quadras" ou "trovas"), nunca teve a preocupação de registar suas composições. Foi o trabalho de Joaquim de Magalhães, que se dedicou a compilar os versos que eram ditados pelo poeta no intuito de compor o primeiro volume de suas poesias (Quando Começo a Cantar), com o posterior registo do próprio poeta tendo o incentivo daquele mesmo professor, a obra de António Aleixo adquiriu algum trabalho documentado. Antes de Magalhães, contudo, alguns amigos do poeta lançaram folhetos avulsos com quadras por ele compostas, mais no intuito, à época, de angariar algum dinheiro que ajudasse o poeta na sua situação de miséria que com a intenção maior de permanência da obra na forma escrita.

Estudiosos de António Aleixo ainda conjugam esforços no sentido de reunir o seu espólio, que ainda se encontra fragmentado por vários pontos do Algarve, algum dele já localizado. Sabe-se também que vários cadernos seus de poesia, foram cremados como meio de defesa contra o vírus infeccioso da doença que o vitimou, sem dúvida, um «sacrifício» impensado, levado a cabo pelo desconhecimento de seus vizinhos. Foi esta uma perda irreparável de um património insubstituível no vasto mundo da literatura portuguesa.


A opinião pública e reconhecidos amigos

A partir da descoberta de Joaquim de Magalhães, o grande responsável por "passar a limpo" e registar a obra do poeta, António Aleixo passou a ser apreciado por inúmeras figuras da sociedade e do meio cultural algarvio. Também é digno de registo José Rosa Madeira, que o protegeu, divulgou e coleccionou os seus escritos, contribuindo no lançamento do primeiro livro, "Quando Começo a Cantar" (1943), editado pelo Círculo Cultural do Algarve.

A opinião pública aceitou a primeira obra de António Aleixo com bom agrado, tendo sido bem acolhida pela crítica. Com uma tiragem de cerca de 1.100 exemplares, o livro esgotou-se em poucos dias, o que proporcionou ao Poeta Aleixo uma pequena melhoria de vida, contudo ensombrada pela morte de uma filha sua, com tuberculose. Desta mesma doença viria o poeta a sofrer pelos tratamentos que a vida lhe foi impondo, tendo de ser internado no Hospital – Sanatório dos Covões, em Coimbra, a 28 de junho de 1943.

Em Coimbra começa uma nova era para o poeta que descobre novas amizades e deleita-se com novos admiradores, que reconhecem o seu talento, de destacar o Dr. Armando Gonçalves, o escritor Miguel Torga, e António Santos (Tóssan), artista plástico e autor da mais conhecida imagem do poeta algarvio, amigo do poeta que nunca o desamparou nas horas difíceis. Os seus últimos anos de vida foram passados, ora no sanatório em Coimbra, ora no Algarve, em Loulé.

A 27 de maio de 1944 recebeu o grau de Oficial da Ordem de Benemerência.[1]

ANTÓNIO ALEIXO

Vós que lá, do vosso império

Prometeis um mundo novo

Calai-vos que pode o povo

Querer um mundo novo, a sério!


Aquele que trabalha e come,

Não come o pão de ninguém.

Mas quem não trabalha e come,

Come sempre o pão de alguém!


Autor: António Aleixo (1899-1949)

Editado por: nicoladavid

FESTA DO AVANTE E ALEIXO

Tributo a António Aleixo: Kussondulola com Té Macedo, Prince Wadada e Kilandukilo

As palavras de António Aleixo vão ecoar bem alto na Festa do Avante! 2006. Tal como já tinha experimentado durante a sua participação no projecto Linha da Frente, Janelo da Costa volta a pegar no poeta popular algarvio para fazer das suas quadras o centro de um espectáculo multifacetado. Os ritmos do reggae dos Kussondulola – grupo que já este ano editou o sétimo álbum de originais, intitulado «Guerrilheiro» – mistura-se em palco com a voz e os sons marcantes de Prince Wadada, músico que absorvendo influências variadas as vai moldando de forma a manter o espírito da luta contra a intolerância, a violência, o oportunismo e o individualismo que caracterizam em boa parte a sua carreira.

JOGOS OLÍMPICOS 1988

Seul, Coreia do Sul

Ginástica Artística

Medalha de Ouro

URSS

Svetlana Baitova - Mahilyow, República Socialista Soviética da Bielorrússia - 3 de Setembro de 1972

Svetlana Boginskaya - Minsk, República Socialista Soviética da Bielorrússia - 9 de Fevereiro de 1973

Natalia Laschenova - Jelgava, República Socialista Soviética da Letónia - 16 de Setembro de 1973

Elena Shevchenko - Moscovo, República Socialista Soviética da Rússia - 7 de Outubro de 1971

Elena Shushunova - Leningrado, República Socialista Soviética da Rússia - 23 de Abril de 1969

Olga Strazheva - Zaporizhia, República Socialista Soviética da Ucrânia - 12 de Novembro de 1972 (*)

Por lesão não participou na totalidade das provas e na cerimónia de entrega de medalhas.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

POESIA

 "Realizo-me no acto de pagar

as quotas do Partido.

Não tem nada de heróico.

Nada mais natural

como beijar o filho

na hora de deitar."

Hoje, 31 de Julho, faz 100 anos que nasceu Mário Castrim: jornalista, crítico, escritor, professor e militante comunista.

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

POESIA

 Um bela peça da retórica parlamentar

".. O acto sexual é para ter filhos.."

João Morgado deputado do CDS.


Estávamos em 1982 e a Assembleia da República debatia a despenalização do aborto. Natália Correia (na altura deputada eleita pelo PPD) subiu à tribuna para responder com um poema muito original. 

".. Já que o coito - diz Morgado -

tem como fim cristalino,

preciso e imaculado

fazer menina ou menino;

e cada vez que o varão

sexual petisco manduca,

temos na procriação

prova de que houve truca-truca.

Sendo pai só de um rebento,

lógica é a conclusão

de que o viril instrumento

só usou - parca ração! -

uma vez. E se a função

faz o órgão - diz o ditado -

consumada essa excepção,

ficou capado o Morgado.

(Natália Correia - 3 de Abril de 1982)

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

PARQUE DA LAVADEIRA (VNG)

NOS 15 ANOS DO PARQUE DA LAVANDEIRA, APROVEITANDO PARA RECORDAR UMA DENÚNCIA À POLÍCIA JUDICIÁRIA

Fonte: https://bit.ly/2Q9iMW7

Amanhã, 20 de Agosto de 2020, completam-se 15 anos sobre a abertura do Parque da Lavandeira, um excelente espaço verde público do Município de Vila Nova de Gaia.

A propriedade havia sido adquirida pela Câmara em 31/07/1987, sendo Presidente o Coronel Mário Pinto Simões, com vista à construção de um equipamento desportivo, de que apenas o campo de futebol foi começado a construir; tudo se manteve ao abandono e a degradar-se durante duas décadas.

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

RACISMO NA PSP

Fonte: Expresso  https://bit.ly/3kZ6KwI

“Senti nojo do assalto de André Ventura à manifestação”, diz o ex-dirigente sindical da PSP que denunciou racismo nas polícias

Manuel Morais, ex-vice-presidente do maior sindicato da PSP, esteve na manifestação dos polícias, mas a trabalhar. Afasta-se do Movimento Zero, cujo anonimato serve apenas para “os responsáveis se desresponsabilizarem”, e está preocupado com o que aí vem

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

NUCLEAR

As vítimas mortais da radiação, infelizmente, não foram apenas aquelas que pereceram debaixo da crueldade dos EUA, quando bombardearam as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. 

domingo, 9 de agosto de 2020

CITAÇÕES

 «A espécie humana atingirá o seu grau mais alto de consciência quando cada povo seja capaz de sofrer como própria a dor dos outros povos do mundo.» 

Fidel Castro

terça-feira, 21 de julho de 2020

VIRGÍNIA MOURA

Virgínia Moura nasceu, em São Martinho do Conde - Guimarães, no dia 19 de Julho de 1915. Filha de uma Professora Primária e de um Oficial do Exército, conheceu, desde cedo, o estigma pelos seus pais não serem casados. Foi a primeira mulher a licenciar-se em Engenharia Civil, na Universidade do Porto, depois de ter frequentado o curso de Matemática e a Faculdade de Letras. Aderiu ao Partido Comunista Português, aos 18 anos. Foi uma lutadora antifascista e uma defensora dos direitos das mulheres.

quarta-feira, 15 de julho de 2020

URSS

As várias frentes da ofensiva que destruiu a URSS e o socialismo
Por Margarida Tengarrinha

Reflexões de uma militante comunista, com base no estudo dos documentos postos à disposição de todos no site «Para a História do Socialismo».

Primeiro, começo por explicar as minhas razões: militante do Partido Comunista Português desde 1952, sempre acreditei que a luta pelo derrubamento da ditadura fascista seria uma primeira etapa para o culminar da nossa batalha pela revolução socialista em que as classes oprimidas tomariam o poder, guiadas pelo Partido Comunista.

POESIA

AS AMORAS
O meu país sabe a amoras bravas no verão.
Ninguém ignora que não é grande,
nem inteligente, nem elegante o meu país,
mas tem esta voz doce

POESIA

SONETO DO TRABALHO
Das prensas dos martelos das bigornas
das foices dos arados das charruas
das alfaias dos cascos das dornas
é que nasce a canção que anda nas ruas.

quinta-feira, 9 de julho de 2020

THOMAS SANKARA

O grande e íntegro Thomas Sankara
"Qual seria um exemplo de bom líder africano?
Se eu tivesse que escolher um ditador para meus país, com certeza seria esse homem!
Thomas Sankara, ex-presidente do Burkina Faso. ( Aposto que vocês não conheciam esse país! Ele faz fronteira com a costa do marfim e fica perto da Nigéria :D).

A VIDA SOVIÉTICA

A vida soviética - https://bit.ly/3gEyiEF
Sempre me perguntei por que entre as pessoas da minha idade, e 50 anos depois, há aqueles com espuma na boca provando o quão terrível a vida na URSS. Na URSS, aconteceu minha infância, infância e juventude. Eu não cresci na Rússia, que de acordo com diferentes patriotas nacionais, eles foram quebrados pelas suas repúblicas abençoadas. Eu cresci em Almaty, a capital do Cazaquistão. Fui criado pela minha mãe e vivemos muito humildes com o seu pequeno salário. Fui ao jardim de infância onde fui alimentado de acordo com as normas aceites para toda a URSS.

quarta-feira, 8 de julho de 2020

THOMAS SANKARA

A dívida não pode ser reembolsada em primeiro lugar porque se nós não pagarmos, nossos financiadores não morrerão, somos seguros. Em vez disso, se pagarmos, nós morremos, temos a certeza. Aqueles que nos levaram ao endividamento jogaram como no casino. Enquanto eles ganhavam, não havia nenhum problema; agora que perdem o jogo exigem o reembolso.

OS COMUNISTAS

Os comunistas
Pablo Neruda

Passaram-se alguns anos desde que ingressei no Partido
Estou contente
Os comunistas formam uma boa família
Têm a pele curtida e o coração moderado

terça-feira, 7 de julho de 2020

PCP CARLOS PAREDES E O PREC

Por Hélder Menor
Esta, contou-me uma amiga e camarada com muitos mais anos de experiência de luta que eu.
A minha amiga e camarada trabalhou mais de quarenta anos na industria seguradora e teve em todas as barricadas da luta politica e sindical desde o final dos anos sessenta até por volta de 2010 quando se reformou.

PODER LOCAL

HOSPITAL DOS COVÕES - INTERVENÇÃO DA CDU NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL (29 de Junho de 2020) - Por Manuel Rocha

Este é mais um momento em que a nossa democracia está à prova. O Hospital dos Covões é, hoje, um símbolo da vontade democrática de sobrevivência de um centro hospitalar que foi marcado para morrer.

JOSÉ MÁRIO BRANCO

«Boa noite.
Este filme foi feito com o meu acordo e a minha colaboração, ao longo de muitos anos de trabalho e sem quaisquer apoios oficiais. Muito agradeço aos seus autores, Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo.

Só não estou hoje aqui porque decidi não participar nos festejos dos 40 anos do 25 de Abril. Festejar o quê? Foi isto que quisemos? Como é que aqui chegámos? Acaso estamos vivos? Deixámos que esta geração de gestores iníquos, filhos de Cavaco e netos de Salazar, alinhassem as nossas almas no seu dormitório. Deixámos que os homens pequenos, agora, sejam demais, e se tenham tornado fatais. E, de novo, o trono é de um charlatão.

quinta-feira, 25 de junho de 2020

O SUICÍDIO DE HITLER

O mito Hitler se reafirma, ano após ano, graças à brutalidade com que o mesmo representou sua própria história. Aqueles que o consideram apenas como louco ou maníaco só fazem aumentar o grau de fascinação que o mesmo continua a exercer. Como um homem louco seria capaz de arrastar uma nação inteira para o turbilhão irrefreável do caos? Loucos são aqueles que se apegam a crença de que o mal se reveste apenas com o manto da insanidade. Na maioria dos casos e na mente racional e pratica que o mal encontra espaço para seus feitos e evidência sua completa e assustadora banalidade.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

A DITADURA FASCISTA

A ditadura fascista

1. Os quarenta e oito anos de ditadura fascista constituem um dos períodos mais sombrios da história de Portugal.

A ditadura fascista criou um Estado totalitário e um monstruoso aparelho policial de espionagem e repressão políticas que actuava em todos os sectores da vida nacional, privando o povo português dos mais elementares direitos e liberdades.

domingo, 21 de junho de 2020

SOLSTÍCIO DE VERÃO

O Solstício de Verão ocorrerá no dia 20 de junho de 2020 às 22h44min, marcando o início da estação no hemisfério norte (a mais quente apesar da Terra vir a estar o mais longe do sol a 4 de Julho). O sol neste dia de solstício estará o mais alto possível no céu e aquando da sua passagem meridiana atingirá a altura máxima de 75° em Lisboa.

A tabela abaixo mostra que a duração do dia no Solstício de Verão é efetivamente a mais longa. A 20 de junho de 2020 o disco solar nascerá às 06:11:40 horas e pôr-se-á às 21:04:48 horas em Lisboa.

A duração do dia será de 14:53:08 horas, o que é apenas 1 segundo a mais do que no dia seguinte.

CITAÇÕES

«O futebol é apenas o futebol, há coisas mais importantes na nossa sociedade e no nosso país pelas quais temos de lutar. Se se unirem, se tiverem a força, se tiverem a exigência que têm no futebol noutros aspectos de Portugal, na nossa economia, na nossa saúde, na nossa educação, nós vamos ser um país melhor.» Por Bruno Lage

MARIA GUINOT

Maria Adelaide Fernandes Guinot Moreno, cantora, pianista e compositora portuguesa, nasceu em Lisboa a 20 de Junho de 1945 e faleceu em Parede a 3 de Novembro de 2018, com 73 anos.

Começou a aprender a tocar piano com 4 anos de idade.

Em 1968 participou num programa de rádio, o que acabou por conduzir à gravação do seu single de estreia. Lança ainda um segundo single com o tema "Criança Loura". Está afastada da música durante vários anos.

sábado, 13 de junho de 2020

FERNANDO PESSOA

ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR

António de Oliveira Salazar.
Três nomes em sequência regular...
António é António.

NÃO PASSARÃO!

(...) «O racismo e a xenofobia não são opiniões. Não são pontos de vista pessoais. São julgamentos sociais, incitações ao ódio, à agressão, ao homicídio. São crimes. Não passarão!» Sérgio Dias Branco.

segunda-feira, 1 de junho de 2020

DITADURA FASCISTA

Portugal - Uma Democracia Avançada no Limiar do Século XXI
A ditadura fascista

 1. Os quarenta e oito anos de ditadura fascista constituem um dos períodos mais sombrios da história de Portugal.

A ditadura fascista criou um Estado totalitário e um monstruoso aparelho policial de espionagem e repressão políticas que actuava em todos os sectores da vida nacional, privando o povo português dos mais elementares direitos e liberdades.

sábado, 30 de maio de 2020

"CHAGA" E "AVENTURA"

Dedicado a todos os funcionários públicos, inclusivamente forças policiais, que se deslumbram com o "CHAGA" e o seu mais que tudo "AVentura". Esta é uma parte do programa desta espécie de partido.
1. Acabar com qualquer progressão automática das carreiras;
2. Introduzir os despedimento sem justa causa, generalizado, em Portugal;
3. Acabar com qualquer hora sindical;

segunda-feira, 25 de maio de 2020

FINLÂNDIA 1942

«Carélia, na Finlândia, finais de 1942.
Dois homens na fotografia. Ambos finlandeses. Um nazi e um comunista. Um a preparar-se para matar outro.
A legenda da foto no museu diz que um militar nacionalista finlandês fuzila um finlandês acusado de espionagem para os soviético.

FERREIRA DE CASTRO

José Maria Ferreira de Castro, jornalista e escritor, nasceu em Ossela, Oliveira de Azeméis, a 24 de Maio de 1898 e faleceu no Porto a 29 de Junho de 1974, com 76 anos. Apenas um ano antes de a UNESCO anunciar que «A Selva» estava entre os dez romances mais lidos em todo o mundo.

REVOLUÇÃO E MULHERES

Elas fizeram greves de braços caídos.
Elas brigaram em casa para ir ao sindicato e à junta.
Elas gritaram à vizinha que era fascista.
Elas souberam dizer salário igual e creches e cantinas.

CITAÇÕES

«A acumulação de riqueza num pólo é, portanto, simultaneamente, acumulação de miséria, tormento de trabalho, escravatura, ignorância, brutalidade e degradação moral no pólo oposto, i. é, do lado da classe que produz o seu próprio produto como capital.»
Karl Marx

domingo, 24 de maio de 2020

sábado, 16 de maio de 2020

OVAR

Aspetos Geográficos
O concelho de Ovar, do distrito de Aveiro, localiza-se na Região Centro (NUT II), no Baixo Vouga (NUT III) e é limitado a norte por Espinho, a este por Sta. Maria da Feira e Oliveira de Azeméis, a sul por Estarreja e Murtosa e a oeste pelo Oceano Atlântico.
Abrange uma área de 147,7 km2, subdividida em oito freguesias: Arada, Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Ovar, S. João , S. Vicente de Pereira e Válega.

Em 2005, o concelho apresentava 56 296 habitantes.
O natural ou habitante de Ovar denomina-se ovarense, ovarino, varino ou vareiro.
O concelho estende-se por uma área de planície aluvial, com uma altitude média de 15 metros, sendo a altitude máxima de 250 metros. Esta planície é sulcada por alguns pequenos rios, por um dos braços da ria e pela barrinha. Possui uma extensa área de praias.

quarta-feira, 13 de maio de 2020

OUTRO OLHAR SOBRE ESTALINE

Eis como nasceram as fábulas sobre os «milhões de vítimas do estalinismo».
do livro "Um Outro Olhar Sobre Stalin", de Ludo Martens
Origem https://bit.ly/3cvoFGW

Em 18 de Fevereiro de 1935, nos Estados Unidos, a imprensa de Hearst – o grande magnata da imprensa e simpatizante dos nazis – inicia a publicação de uma série de artigos de Thomas Walker, apresentado como grande viajante e jornalista, que viajou através da União Soviética durante vários anos. À cabeça da 1ª página do "Chicago American", de 25 de Fevereiro, surgiu um título enorme: «A fome na URSS faz 6 milhões de mortos. Colheita dos camponeses confiscada, homens e animais rebentam». A meio da página, um outro título: «Jornalista arrisca a vida para obter fotos da carnificina». No rodapé: «Fome – crime contra a Humanidade».

domingo, 10 de maio de 2020

CATARINA SALGUEIRO MAIA

Catarina, filha de Salgueiro Maia e defensora das mulheres de limpeza do Luxemburgo

"Escrevo-te ao som de Grândola! Escrevo-te de coração apertado! Escrevo-te a tremer! ". Catarina Salgueiro Maia escreveu este sábado no Facebook uma mensagem ao pai. Neste 25 de abril, o DN recupera um texto publicado originalmente no dia 5 sobre a filha de Salgueiro Maia, capitão de Abril.

Tinha voo marcado para Lisboa em abril, que neste ano dia 25 calha a um sábado e isso permitia-lhe aproveitar a folga para viajar. "Sinto-me estranha se não descer a Avenida nesse dia, se não prestar homenagem aos militares que lutaram pela nossa liberdade e ao meu pai em particular", diz Catarina Salgueiro Maia, 34 anos, filha do capitão que em 1974 tomou o Largo do Carmo e com isso ofereceu a Portugal um dia inicial, inteiro e limpo.

CONCENTRAÇÃO DE RIQUEZA

26 multimilionários têm tanto dinheiro como metade da população mundial
Relatório da Oxfam mostra que o fosso entre ricos e pobres se agravou como nunca: o número de multimilionários que têm tanto dinheiro como metade da população mundial tem vindo a descer de forma acentuada - em 2017 eram 43 e em 2016 eram 61.

CATARINA SALGUEIRO MAIA

Catarina Salgueiro Maia reage a críticas sobre homenagem ao seu pai
Domingo 26 de abril de 2015 às 21:26

A filha do capitão de Abril Salgueiro Maia, a viver no Luxemburgo há quatro anos, disse à Lusa que foi “convidada” a sair de Portugal pelo primeiro-ministro Passos Coelho, lamentando a situação atual do país, que compara ao terceiro mundo.

COMUNIDADE CIGANA

O Holocausto cigano durante a Segunda Guerra Mundial
Fonte: https://bit.ly/3bleWBv

19 de março de 2018 Artigo 13
A palavra Holocausto é comumente relacionada ao genocídio de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Contudo, os povos ciganos também foram vítimas dos nazistas durante o conflito. O episódio ganhou o nome de “Baro Porrajmos”. Essa memória vem sendo discutida e requalificada desde os anos 1970.
Por Douglas Neander Sambati

A FATIA DA URSS É A MAIOR

Não se esqueça de como a União Soviética salvou o mundo de Hitler
8 de maio de 2015 às 15:19 GMT + 1

Na imaginação popular ocidental - particularmente a americana - a Segunda Guerra Mundial é um conflito que vencemos. Foi travado nas praias da Normandia e Iwo Jima, através dos escombros de cidades francesas recuperadas e coberto por cenas de alegria e amor jovem em Nova York. Foi uma vitória moldada pela firmeza do general Dwight D. Eisenhower, a fibra moral do primeiro-ministro britânico Winston Churchill e o incrível poder de uma bomba atômica.

sábado, 9 de maio de 2020

JOVEM CONSERVADOR DE DIREITA

A TSF começa a apanhar o comboio do jornalismo em Portugal, que tem como maquinista o Correio da Manhã, que passa muito por abandonar o jornalismo e ser uma câmara de eco dos preconceitos das caixas de comentários. No futuro, quando se falar na extinta arte do jornalismo, os investigadores vão ter de responder à questão: "O que nasceu primeiro, a notícia ou a caixa de comentários?"

CRP

Constituição da República

A Constituição é a lei suprema do país. Consagra os direitos fundamentais dos cidadãos, os princípios essenciais por que se rege o Estado português e as grandes orientações políticas a que os seus órgãos devem obedecer, estabelecendo também as regras de organização do poder político.
Define a estrutura do Estado, ou seja, as funções dos quatro órgãos de soberania - Presidente da República, Assembleia da República, Governo e Tribunais - e dos órgãos de poder político - regiões autónomas e autarquias -, assim como a forma como se relacionam entre si.
A Constituição da República Portuguesa foi aprovada em 1976 e, desde então, foi revista sete vezes.

CRP

“A Constituição da República Portuguesa dita no seu artigo 46º, n.º 4 que "não são consentidas associações nem organizações racistas ou que perfilhem a ideologia fascista".

Assim, solicitamos à Comissão de Assuntos Constitucionais da Assembleia da República a análise e poster reenvio para o Tribunal Constitucional, após relatório fundamentado efectuado por esta Comissão, baseada nos três pressupostos que enunciamos:
1. Ilegalidades na criação;
2. Defesa do Fascismo e Nazismo de forma ostensiva (ilegalidade inconstitucional);
3. Disseminação do ódio, da mentira e de notícias falsas.”

EU SOU COMUNISTA

Eu sou comunista
Porque eu não vejo uma economia melhor no mundo do que o comunismo.

Eu sou comunista
Porque eu sofro ao ver as pessoas sofrer.

domingo, 26 de abril de 2020

PICA DO 7 ADULTERADO

ANTÓNIO ZAMBUJO - PICA DO 7 (VERSÃO CONFINAMENTO)
Adulteração exercida por António Zambujo

De manhã cedinho não salto do ninho
Nem vou p'ra paragem
Se sai da cama fico de pijama
Com muita coragem
Passo o meu dia
Sem monotonia
Para não me chatear
De homem eléctrico
Passei a asséptico
Estou-me sempre a lavar

quinta-feira, 23 de abril de 2020

GATES E A OBSESSÃO DAS VACINAS

BILL GATES E A “FILANTRÓPICA” OBSESSÃO DAS VACINAS
Por Robert F. Kennedy Jr.*

As vacinas, para Bill Gates, são uma filantropia estratégica que alimenta os seus muitos negócios na área (incluindo a ambição da Microsoft de controlar uma campanha global associando vacinação e identificação) e dá-lhe controlo ditatorial sobre a política global de saúde.

A obsessão de Gates por vacinas parece alimentada por uma convicção de que pode salvar o mundo através da tecnologia.

domingo, 12 de abril de 2020

RPD COREIA

Por Harry Rechnikov
Já esteve na Coreia do Norte? ou o seu cérebro só aceita, apenas propaganda liberal-capitalista?
A Coreia do Norte continua a seguir o caminho socialista do desenvolvimento. O capitalismo nem cheira lá. Os liberais escrevem constantemente nos seus artigos que a vida dos cidadãos norte-coreanos são como o diabo porque:
1. Há uma escassez de energia no país.
2. Há falta de comida e roupa no país.
3. No país há falta de equipamentos eléctricos modernos: equipamento doméstico, produtos médicos e equipamentos industriais.
4. No país, o transporte é pobre.
5. Não há ligação móvel no país.
6. cidadãos são banidos Acesso à Internet.
Será que a vida dos cidadãos norte-coreanos realmente parece o diabo? Os liberais escrevem a verdade nos seus artigos? Claro que não! Para o provar, vou negar todos os pontos levantados pelos liberais em apoio à posição da vida quotidiana na Coreia socialista.

sexta-feira, 10 de abril de 2020

XEQUE MATE

"Putin acaba com Trump:
Putin botou no chão o preço do barril de petróleo, na casa dos 20 dólares. Assim, quebra a Arábia Saudita, aliada dos EUA e maior fornecedor, e leva à extinção os produtores de petróleo de xisto dos EUA, grandes eleitores de Trump.

domingo, 29 de março de 2020

RESISTENTES ANTIFASCISTAS

CARLOS (Campos Rodrigues da) COSTA

Conhecido resistente antifascista do Partido Comunista Português; funcionário do Partido Comunista Português; esteve preso em todas as prisões políticas do Continente. Preso durante cerca de 15 anos da sua vida, e tantas vezes torturado, nunca prestou declarações.

Nasceu a 28 de Março de 1928, em Fafe (vila que foi um centro de luta antifascista). Frequentava o 1.º ano do Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras quando foi preso pela 1.ª vez (com 20 anos). A sua formação e percurso político foram muito influenciados pelo seu pai (Manuel José da Costa), republicano, progressista e com ideias muito avançadas para a época.

1943 – Adere ao PCP (tinha 15 anos)

sexta-feira, 6 de março de 2020

COMO NASCEU O PCP

Terminada a primeira guerra mundial (1914-1918), Portugal mergulhou numa grave crise económica, com uma vertiginosa subida dos preços e do desemprego.

O ano de 1919 ficou assinalado pela maior vaga de lutas reivindicativas dos trabalhadores, face ao agravamento das condições de vida.
Apoiado na força das suas organizações sindicais, o proletariado português respondeu ao aumento da exploração, desencadeando um amplo movimento grevista, para conter a ofensiva do capital.

A FUNDAÇÃO DO PCP

A 6 de Março de 1921, na sede da Associação dos Empregados de Escritório, em Lisboa, realiza-se a Assembleia que elege a direcção do PCP. Estava fundado o Partido Comunista Português. Nele confluem décadas de sofrimento e luta da classe operária portuguesa, as lições das grandes vitórias da classe operária internacional, os ensinamentos de Marx, Engels e Lénine. Com a fundação do PCP a classe operária portuguesa encontra a sua firme e segura vanguarda.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

CHE GUEVARA

10 Poemas para Che Guevara - Eugénio de Andrade
Elegia das Águas Negras para Che Guevara

Atado ao silêncio, o coração ainda
pesado de amor, jazes de perfil,
escutando, por assim dizer, as águas
negras da nossa aflição.

CHE GUEVARA

10 Poemas para Che Guevara - Jorge de Sena

Poema na morte de Che Guevara
Neste vil mundo que nos coube em sorte
por culpa dos avós e de nós mesmos
tão ocupados em desculpas de salvá-lo,
há uma diferença de revoluções.

CHE GUEVARA

10 Poemas para Che Guevara - Miguel Torga

Não choro, que não quero
Manchar de pranto
Um sudário de força combativa.
Reteso a dor, e canto
A tua morte viva.

COMUNISMO EM QUERALA

O sonho comunista foi alcançado aqui, na Índia: http://bit.ly/2uqwQmI

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

DOMINGO SANGRENTO

Domingo Sangrento - Império Russo - São Petersburgo (Petrogrado) - 22 de Janeiro de 1905
22 de Janeiro de 1905: Domingo sangrento em São Petersburgo. Dois mil operários são massacrados pela Guarda do czar. O acontecimento conduziria à Revolução.

O Domingo Sangrento foi um massacre que aconteceu em 22 de janeiro de 1905 na cidade de São Petersburgo, no Império Russo, onde manifestantes marcharam pacificamente até ao Palácio de Inverno para apresentar uma petição ao czar, mas foram baleados pela Guarda Imperial. A marcha foi organizada pelo padre George Gapon, que colaborou com Sergei Zubatov da Okhrana, a polícia secreta czarista, para destruir organizações de trabalhadores. Os grupos envolvidos nesse conflito foram a população no geral, os partidos e os movimentos revolucionários tiveram também seu inicio após esse domingo sangrento.

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

E SE ISABEL DOS SANTOS FOSSE INGLESA?

Ainda hoje sou um fascinado pelo circo. Desde o tempo dos Cardinali, dos Luftman que gosto de palhaços e de ilusionistas. Rio-me sempre das velhas piadas dos palhaços, dos estalos fingidos com um bater de palmas e sempre quis perceber os truques. Conheço o princípio do ilusionismo: fazer o espetador olhar para o dedo enquanto o ilusionista esconde ou faz aparecer o coelho, mas agora esforço-me para ver para além da ponta do dedo. Sintoma de velhice. Continuam, no entanto, a fascinar-me os crentes e os ilusionistas que os levam à certa.

domingo, 5 de janeiro de 2020

CONTOS EXEMPLARES

“Contos Exemplares” de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fonte: Revista Caliban

1ª Parte
A publicação de hoje tem uma dupla intenção.
Emprimeiro lugar, efectuar uma abordagem linguística, em termos comparativos, aos textos correspondentes à terceira edição de Contos Exemplares de 1970 pela Portugália Editora (a qual inclui, pela primeira vez, o conto “Os Três Reis do Oriente”), prefaciada pelo Bispo do Porto, Dom António Ferreira Gomes; e a edição de 2014, publicada pela Assírio & Alvim, reimpressa em 2015, com prefácio de Federico Bertolazzi.

PINTURA

Adoração dos Magos
https://luisbarreira.net/art/textos/1828/adoracao-dos-magos
Domingos Sequeira, A Adoração dos Magos, 1828
Créditos: Museu Nacional de Arte Antiga

Este magnífico quadro, A Adoração dos Magos, 1828, comprado recentemente pelo Museu Nacional de arte Antiga, em crowdfunding[1], foi pintado por Domingos Sequeira no exílio em Roma em 1828. Domingos Sequeira já havia estado em Roma, na Academia Portuguesa, com uma bolsa de estudo dada por D. Maria I, onde permaneceu desde 1788 até 1795, recebendo aulas de desenho e pintura por parte do mestre António Cavallucci. Reconhecida a sua obra pictórica por parte do poder político e religioso, o seu fervor Liberal levá-lo-á ao exílio em 1823. Impedido de regressar a Portugal, após a revolta da Vila-Francada[2] (27 de Maio de 1823) pondo termo ao “movimento vintista”, Domingos Sequeira acabou por se fixar em Roma (1826) realizando, por ventura, as suas três melhores obras pictóricas: A Adoração dos Magos, 1828; Vida de Cristo, 1828 e Juízo Final, 1830. Aos 69 anos morreu naquela cidade, sem nunca ter regressado a Portugal, encontrando-se sepultado na Igreja de Santo António dos Portugueses (Roma).

A Adoração dos Magos, uma das obras mais representativa do romantismo português é, sem dúvida, uma pintura singular. A minúcia do tratamento plástico das figuras deixando antever ainda um formalismo neoclássico, é contraposto por uma pintura onde as personagens se diluem na paisagem fazendo parte dela. Valorizada por uma estética poética e romântica, verificável no numeroso séquito, que assiste ao momento em que os reis Magos obsequiam o menino Jesus, a pintura de Domingos Sequeira ganha outra dimensão plástica. Toda a cena é composta por personagens saídas de contos das mil e uma noites — em voga e muito querido exotismo otomano por parte dos românticos —, fazendo-se transportar por camelos, por elefantes, alguns a pé empunhando uma sombrinha chinesa, outros trajando com os mais belos tecidos, diluindo-se na paisagem. A universalidade do acontecimento alcança uma outra leitura reforçada pelo desenho e pela plasticidade encontrada. Envolta numa atmosfera dramaticamente pintada (ao jeito de Turner), o céu adquire uma dimensão apologética da luz vinda do astro rei. A luz divina que é projectada dá enlevo à presença dos Reis Magos conseguindo, assim, uma ideia de “transcendência” em sintonia com o tema bíblico concentrando o olhar do observador no essencial: o nascimento de Jesus.

Fonte: Luís Barreira

OS TRÊS REIS DO ORIENTE

Os Três Reis do Oriente - Sophia de Mello Breyner Andresen

Baltasar

III

 O rei Baltasar amava a frescura dos jardins e sorria ao ver na água clara dos tanques o reflexo da sua cara cor de ébano.

E amava a alegria, o rumor e a abundância dos banquetes, e muitas vezes as suas festas duravam até ao romper do dia.

Porém, certa madrugada, depois de se terem retirado todos os convivas, o rei ficou na grande sala, sozinho com um jovem escravo que tocava flauta.

OS TRÊS REIS DO ORIENTE

Os Três Reis do Oriente - Sophia de Mello Breyner Andresen

Melchior

II

A placa de barro tinha passado de geração em geração, de idade em idade, de mão em mão. Nela estava escrito que ao mundo seria enviado um redentor e que uma estrela se ergueria no Oriente para guiar aqueles que buscavam o seu reino.

OS TRÊS REIS DO ORIENTE

Os Três Reis do Oriente - Sophia de Mello Breyner Andresen
Fonte: Jardim das Delícias

Nos próximos três dias publicar-se-á, a esta hora, dividido em três capítulos, um dos mais belos contos da tradição cristã do Natal da literatura portuguesa - Os Três Reis do Oriente de Sophia de Mello Breyner Andresen. Reza a história da adoração dos Reis Magos que Gaspar era indiano, Melchior persa e Baltasar árabe. Daí a natureza da música que acompanha cada uma das partes deste conto de Sophia.


sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

POESIA SEBASTIÃO DA GAMA

NASCI PARA SER IGNORANTE

Nasci para ser ignorante
mas os parentes teimaram
(e dali não arrancaram)
em fazer de mim estudante.

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

COMUNICAÇÃO SOCIAL

Respeitem o partido
Por Fernando Teixeira

O Partido de Álvaro Cunhal, de Domingos Abrantes, Saramago, mas também de muitos milhares de portugueses merece mais respeito por parte de quem, mesmo discordando, tem a obrigação de proporcionar a todas as forças políticas a possibilidade de chegar a todos os que os queiram ouvir.

terça-feira, 27 de agosto de 2019

MUSEU A SALAZAR

ESTADO NOVO
Museu a Salazar é ofensa aos valores do Estado de Direito democrático, diz Jorge Miranda
Professor, constitucionalista e deputado da Constituinte pelo PSD recorda as eleições falsificadas, os professores expulsos da Faculdade, as torturas da PIDE, a censura e as cargas policiais contra os estudantes.

sexta-feira, 21 de junho de 2019

DO LIVRO "A NOITE QUE MUDOU A REVOLUÇÃO DE ABRIL - A ASSEMBLEIA MILITAR DE 11 DE MARÇO DE 1975" (transcrição da gravação original)
Coordenação: Carlos Almada Contreiras
Participação: Vasco Lourenço, Jacinto Godinho

«Uma das coisas que eu mais gosto é de ver desfazer os mitos do Zé Tuga.
Este livro desfaz a 100% um dos maiores mitos do Zé Tuga. Trata-se da transcrição da gravação da Assembleia do MFA de 11 de Março de 1975.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

CAMPEÃO NACIONAL 2018-2019

37 - Benfica, Sempre Benfica

Dos meninos do terreiro
Aos génios da Catedral
Benfica és sempre o primeiro
Para cumprir nosso ideal

domingo, 24 de março de 2019

POESIA, POEMA

Poema das árvores - António Gedeão
As árvores crescem sós. E a sós florescem.

Começam por ser nada. Pouco a pouco
se levantam do chão, se alteiam palmo a palmo.
Crescendo deitam ramos, e os ramos outros ramos,
e deles nascem folhas, e as folhas multiplicam-se.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

REFORMADOS E JERÓNIMO

Jerónimo pede a reformados que mostrem pelo voto que "não estão mortos"
«O líder da Coligação Democrática Unitária (CDU) incitou hoje reformados e pensionistas a votar contra quem prejudicou os seus interesses nos últimos anos porque "não estão mortos, não são inúteis, não são um peso!"». (...)

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

LÍBIA

«No fim de tudo,foi preso como um animal e filmaram-no a ser sodomizado com um pau de vassoura.Depois do terem deposto,os EUA,a UE e até o Bloco de Esquerda bateram palmas 🥴🥴🥴🥴🥴 E eu a pensar que seria bom haver mais uns quantos como ele,mas assim se calhar não haverá muitos candidatos a transportarem o legado de Khadaffi,eis as tiranias que os "democratas" caucasianos não gostaram nele :
01. Não havia conta de luz na Líbia, porque a electricidade era gratuita para todos.

sábado, 29 de dezembro de 2018

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

CEIFEIRA

Oiçam e cantem a "Ceifeira", uma das muitas jóias do Cante Alentejano, que nos fala de luta, da terra, da justiça e do amor <3

CEIFEIRA
(tradicional Alentejo, Celina da Piedade, Alex Gaspar)

A luta,
A luta é de quem trabalha
Mudando o presente com as mãos
Também é
Também é dos que acreditam
Também é dos que acreditam
Que os seus sonhos não são vãos

terça-feira, 27 de novembro de 2018

AMBIENTE

Árvores são mais eficazes a reduzir a poluição do que a tecnologia
Um estudo da Universidade de Aveiro chama a atenção dos agentes políticos para que, nos planos de ordenamento do território, estudem estratégias que incluam espaços verdes para melhorar o ar nas cidades.

DANIELA CARMO 10 de Outubro de 2018, 21:35

Quando planeados e ordenados, segundo critérios científicos, os espaços verdes podem vir a melhorar o ar das cidades ao reduzir a concentração de poluentes e ter uma melhor eficiência em termos de custo — benefício do que as medidas tecnológicas, conclui uma investigação da Universidade de Aveiro. Que chama a atenção dos decisores políticos para o ordenamento territorial das zonas verdes nas cidades.

ERNESTO GUEVARA DE LA SERNA

“COMPAÑERO, SI NO HAY CAFÉ PARA TODOS... NO HABRÁ CAFÉ PARA NADIE!"
La expresión originaria es del Comandante Che Guevara. Al parecer, en una reunión cuando ejercía de Ministro en Cuba, le ofrecieron el café de un termo que le habían guardado expresamente. Entonces el Che preguntó si había café para todos, y al responderle que no, exclamó rechazándolo: “Compañero, si no hay café para todos…. ¡No habrá café para nadie!”. A partir de lo cual, se comenzó a utilizar la expresión como símbolo de Igualdad y reparto sin jerarquías ni privilegios de ningún tipo.

sábado, 3 de novembro de 2018

MAIAKOVSKI

“VLADIMIR ILITCH LENIN”
«Este poema épico foi escrito em 1924 por Vladimir Maiakovski (1893-1930) sob o impacto da morte de Lenine, falecido em 21 de Janeiro daquele ano. Em vez de um requiem, o poeta escreveu um canto forte e flamejante, uma ode à Revolução Socialista de Outubro, ao legado de Lenine e ao Partido Comunista russo. A escolha deveu-se ao facto de que a biografia do homenageado não se coadunava com versos enlutados que pretendessem encaminhá-lo ao repouso eterno. O poema proclama que mesmo depois da morte, Lenine/ ainda/ está mais vivo do que os vivos.

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

URSS

MANTEIGA POR EXEMPLO

«Em 1987, a dívida externa dos EUA subiu para 246 bilhões de dólares. E no dia 19 de Outubro de 1987, Wall Street caiu. Só um milagre poderia salvar os EUA. E o milagre aconteceu, e o seu salvador foi Gorbachev.

domingo, 21 de outubro de 2018

ÁLVARO CUNHAL

ou
de um rosto.
que é em si.mesmo
um ícone...

dito

frase a frase
para que todos bem leiam... até os mais cegos.ou surdos:

«o PCP
vanguarda revolucionária da classe operária,

partido marxista-leninista,

não capitula, 
não se converte ao social-democratismo,

permanece fiel 
aos interesses e aos objectivos do proletariado,

continua considerando 
como tarefa histórica a revolução socialista, 
a liquidação do capitalismo,

a construção duma sociedade 
sem exploração do homem pelo homem

a sociedade socialista

e depois a sociedade 
comunista»
.
Álvaro Cunhal.1999
no vermelho
de chinita
fj

sábado, 22 de setembro de 2018

REFORMA AGRÁRIA

Em 27 de Setembro de 1979, na herdade Vale do Nobre, pertencente à UCP Bento Gonçalves, foram barbaramente assassinados a tiro de metralhadora pela GNR, António Maria Casquinha, de 17 anos de idade, e José Geraldo (Caravela), ambos militantes comunistas da UCP Joaquim Salvador do Pomar, no Escoural.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

SIMONE DE BEAUVOIR

«O opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos.»
Simone de Beauvoir

terça-feira, 11 de setembro de 2018

25 ABRIL

Por António Simões

Era Abril, de madrugada,
Alguém gemeu no escuro:
Uma mulher revoltada
Dava à luz o Futuro.